Publicada em 20/04/2017 às 18:08

Três homens são presos após tentarem roubar avião em Rondônia

Piloto foi abordado por dois homens no aeroporto de Ji-Paraná, quando se preparava para decolar. Avião particular seria levado para a Bolívia, onde deveria ser vendido, diz delegado.

rês homens foram presos suspeitos de tentarem roubar um avião particular nesta semana no Aeroporto José Coleto, em Ji-Paraná (RO), a cerca de 370 quilômetros de Porto Velho, conforme divulgado pela Polícia Federal (PF) na última quarta-feira (19). Segundo o delegado Peterson Manys, a aeronave seria levada para a Bolívia, junto com o piloto, onde deveria ser vendida.

O piloto do avião, que prefere não se identificar, relatou ao G1 que foi abordado por dois homens vestidos com roupas camufladas quando se preparava para decolar na última terça-feira (18). A dupla pediu para a vítima, que tinha desligado a aeronave, um monomotor Cessna 185 Skywagon, ligar novamente o motor.

Um dos suspeitos apontava uma arma para o condutor, enquanto o outro aguardava na porta. Entretanto, o roubo não foi concretizado, pois o piloto conseguiu fugir em um momento de descuido dos suspeitos.

Após o crime, cerca de 20 agentes da Polícia Civil, Polícia Militar (PM) e PF participaram da ação em busca dos suspeitos que praticaram a tentativa de roubo à aeronave. Na última quarta-feira, representantes das três forças policiais realizaram uma coletiva de imprensa para darem mais detalhes sobre o caso.

O comandante do 1º Batalhão da PM, Capitão Regis Braguin, relatou que compareceu ao aeroporto após receber a denúncia do próprio piloto da aeronave.

"É um crime que não é comum na cidade de Ji-Paraná, tomamos notícia desse crime através do piloto que conseguiu fugir da abordagem desses dois indivíduos e ligou no 190 e passou as informações. A partir dali, o encontro das três forças [policiais] acabou resultando na prisão dos indivíduos", conta Braguin.

 Segundo o delegado da PF de Ji-Paraná, Peterson Manys, um suspeito foi localizado em uma estrada próxima ao aeroporto e outros dois foram detidos em um hotel no centro da cidade.

"Durante a perseguição, localizamos um dos elementos, que já tinha se desfeito das roupas camufladas. Quando o abordamos, ele confessou que teria participado do crime e entregou que os outros dois suspeitos estariam em um hotel da cidade", comenta Peterson.

Os policiais compareceram ao hotel e conseguiram localizar o segundo suspeito que teria participado do crime. Após cerca de meia hora, um terceiro suspeito envolvido chegou ao hotel. Segundo a PF, ele seria o financiador da operação criminosa.

"A intenção deles era roubar um avião de asa alta, o grupo passou cerca de 15 dias observando a movimentação no aeroporto até abordarem essa aeronave. Eles pegariam o avião e o levariam, juntamente com o piloto, até a Bolívia, onde deveriam vender o veículo", disse o delegado.

Os suspeitos foram detidos e levados à Delegacia da PF em Ji-Paraná, que tomará a frente das investigações do caso. O trio deverá responder por tentativa de roubo com privação de liberdade da vítima e associação criminosa.

A delegada da 1ª Delegacia de Polícia Civil do município, Fabiana Braguin, falou sobre a ação das três forças de segurança. “Nessas horas nós temos que agir com rapidez, tanto é que os suspeitos quase fugiram. Se não fosse a atuação rápida das forças policiais esses suspeitos poderiam ter fugido”, afirmou.

Caso

Segundo o piloto, o avião seguiria com dois passageiros para uma fazenda em Mato Grosso (MT), quando dois homens, vestindo roupas camufladas, saíram da mata e pediram para que ele não desligasse o motor do veículo.

"Estava levando o avião para o procedimento de decolagem e, neste intervalo, quando estava chegando à cabeceira de alinhamento, encontrei os dois indivíduos que vieram ao nosso encontro. No momento, eu achei que era a polícia e desliguei o motor. Eles se aproximaram da aeronave e tiraram a passageira com certa violência e pediram para que eu ligasse o avião novamente", contou o piloto.

Um dos suspeitos apontava um revólver calibre 38 contra o piloto. Enquanto o outro estava na porta da aeronave. O piloto conseguiu se desvencilhar da dupla e fugiu do veículo.

"No momento em que o outro rapaz estava entrando no avião, eu consegui sair. Em uma vacilada por parte de ambos [suspeitos] eu consegui escapar deles, caí na pista com fone de ouvido e tudo, mas consegui correr, me afastando ao máximo do avião", afirmou a vítima.

Autor: G1 RO
Fonte: G1 RO

Comente com o Facebook