Publicada em 13/03/2018 às 09:49

Preço dos alimentos volta a segurar a inflação

Alimentos mais baratos ajudaram a manter a inflação controlada no mês passado. Grupo foi o principal responsável pela queda dos preços em 2017.

Impulsionada pela queda nos preços de alimentos, a inflação de 2017 fechou no menor nível em 20 anos, ao marcar 2,95%. O grupo alimentício, que é o que mais pesa no bolso das famílias, não só derrubou os índices inflacionários como ajudou na retomada da economia. Em fevereiro, esse efeito voltou a beneficiar o País.

No mês passado, a inflação oficial medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) atingiu 0,32%, o menor valor para o mês desde o ano 2000. Ao mesmo tempo, os preços acumulados estão no menor nível para o primeiro bimestre desde 1994.

Como isso aconteceu?

Agência Brasil/Tânia Rêgo

ipca fev

Desde o último ano, a produção da agropecuária vem aumentando a níveis inéditos no País. Para se ter uma ideia, sem a atividade do setor, dificilmente o Brasil teria saído da recessão no ano passado. E com maior produção nos campos, a oferta sobe e as famílias conseguem comprar mais, mantendo o valor do seu dinheiro.

O principal fator de crescimento da atividade agropecuária é a supersafra de grãos no Brasil. Ano passado, ela foi recorde ao atingir uma produção de 240,6 milhões de toneladas. Este ano, a safra será um pouco menor, mas bastante expressiva. Com isso, os alimentos tendem continuar a dar uma trégua nos orçamentos familiares.

Autor:  Governo do Brasil, com informações do IBGE
Fonte:  Governo do Brasil, com informações do IBGE

Comente com o Facebook