Publicada em 12/09/2017 às 13:29

Palmeiras sofre com pênaltis, mas cinco jogadores estão com 100% nas cobranças

Dos 11 cobradores diferentes, incluindo disputas de desempate em mata-mata, outros cinco também falharam uma vez cada: Jean, Borja, Willian, Bruno Henrique e Egídio.

rib1555_0rmbxbnO pênalti cobrado por Deyverson no último sábado, no empate em 1 a 1 com o Atlético-MG, foi o sexto desperdiçado pelo Palmeiras em 2017. Dos 11 cobradores diferentes, incluindo disputas de desempate em mata-mata, outros cinco também falharam uma vez cada: Jean, Borja, Willian, Bruno Henrique e Egídio.

 

– O Deyverson treina muitos pênaltis e foi o melhor aproveitamento. Ele queria se redimir por não ter batido aquele último (contra o Barcelona de Guayaquil, na Libertadores). Acontece, como com o Fred (do Atlético-MG, que também perdeu uma penalidade no empate de sábado). Não podemos crucificá-lo – disse o técnico Cuca, em Belo Horizonte.

 

Foi o primeiro pênalti batido por Deyverson desde que chegou ao clube, em julho. Em agosto, o atacante pediu para ficar fora da lista de cobradores na disputa decisiva com o Barcelona, na qual a equipe acabou eliminada nas oitavas de final da Libertadores após cobranças desperdiçadas pelo volante Bruno Henrique e pelo lateral Egídio.

 

Até o momento, cinco nomes se salvam com 100% de aproveitamento. Róger Guedes tem dois gols, e outros quatro jogadores converteram suas cobranças diante dos equatorianos na Libertadores. Foram eles: Guerra, Moisés, Tchê Tchê e Keno.

 

Nenhum deles iniciou a temporada como cobrador oficial da equipe, até porque a primeira opção sempre foi o lateral-direito Jean, que deixou o posto depois de desperdiçar uma cobrança na derrota para o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. No último sábado, ele estava em campo, mas Deyverson se prontificou a bater.

 

Do elenco atual, que ensaia penalidades quase que diariamente ao fim dos treinos na Academia de Futebol, outros três jogadores também já cobraram – e erraram em pelo menos uma oportunidade – em partidas oficiais em 2015 ou 2016: Zé Roberto, Dudu e Fernando Prass, que fez sua parte no último sábado ao defender pênalti batido por Fred.

Autor: G1
Fonte: G1

Comente com o Facebook