Publicada em 12/01/2018 às 16:34

Oh Deus tremendo - Por Pra. Elza Amorim Carvalho

Mas o Senhor Deus é a verdade; ele mesmo é o Deus vivo e o Rei eterno; ao seu furor treme a terra, e as nações não podem suportar a sua indignação. Jeremias 10:10.

Resultado de imagem para Deus tremendoMas o Senhor Deus é a verdade; ele mesmo é o Deus vivo e o Rei eterno; ao seu furor treme a terra, e as nações não podem suportar a sua indignação. Jeremias 10:10.

Grandioso é o Senhor Criador do Universo, Nele se concentra a sabedoria, a força e o poder. Debaixo das suas mãos está toda a autoridade, e no som da sua voz há todo o saber.

Deus é inigualável em tudo, incompreensíveis são seus atributos.

Nada, e nem nenhum deus pode fazer o que Ele fez, e faz. Ele criou o universo, sabiamente, e sem nada poder intervir, Ele colocou todas as coisas em seu devido lugar, se que, nenhuma delas conseguissem se perder. Deus é aquele que se assenta justamente para julgar os povos da terra, do seu alto palácio Ele contempla os maus e os bons, e de maneira justa, Ele retribui a cada um, segundo o esquadrinhar de cada coração.

Deus é tremendo, em fazer justiça, nada há para igualar-se, Ele é implacavelmente justo, ninguém consegue esconder-se Dele.

Ele atrai com laços de misericórdias aquele que usa de misericórdia, Ele é generoso com aqueles que generosos com o seu próximo se faz, Ele imputa justiça aos justos da terra, mas com os impuros e desleais Ele age com equidade.

O Senhor é um alto refúgio para aquele que a Ele se apega; para os que andam na sua presença Ele se tornar uma fortaleza na hora da dor; Deus é abrigo para o solitário, aconchego para o abandonado, descanso para o cansado, e justiça para o oprimido.

Muitas vezes, eu na minha angustia pensei que Deus tivesse se esquecido de mim, pois, já chorei como chora uma criança abandonada, ou como uma mãe desolada por ter perdido o seu filho. Foram tantas as tristezas e decepções no meu coração, que imaginei não conseguir suportar, mas, Deus sempre me deu alivio nos momentos cruciais que atravessei, por isso que eu cheguei até aqui.

Cordéis de morte me cercaram, abismos profundos se abriram diante de mim, perecia que os ventos maus iam me arrastarem para distante da vida, mas eu me apeguei a Deus, busquei-o, como quem está no labirinto sem saída, passei a olhar só para acima, me abandonei ao seus pés, clamei a Ele por socorro incansavelmente, Ele mim atendeu.

Com mão forte Ele tem julgado a minha causa, e os meus olhos tem contemplado a sua grandiosa Justiça sobre mim.

Muitos se levantaram injustamente contra a minha vida, tripudiaram de mim como quem caçoa de algo desprezível, usurparam o que era meu, e ainda, alimentaram-se das dores que provocaram na minha alma, arrastaram o meu nome pelo chão como que puxa um corpo morto, não identificado.

Porém, Deus nunca me deixou, Ele até permitiu que me amassassem sem terem me abraçado, mim moessem sem terem mim tocado, me ferissem sem usarem armas.

Deus até permitiu que zombassem de mim, que tripudiassem com o meu nome, que fizessem chacota da minha fé, daquilo que eu digo, que me apontassem e sorrissem bastante as minhas custas.

Mas, tudo tem um tempo determinado por Deus, e o tempo de Deus na minha vida chegou, o Justo Juiz em prol da minha causa se levantou, ergueu o seu cetro de Justiça e sentenciou, liberdade sobre mim.

Livre Ele me tornou da opressão, da acusação, das injustiças, das mentiras e das falsidades, dós lábios fraudulentos e das línguas que destilam peçonhas.

Escapei como um pássaro escapa da gaiola do passarinheiro, e o passarinheiro em seu sarcástico redil, preso ficou.

O arqueiro que quis me acertar, lançou a sua flecha, mas Deus me deu um escudo de fogo, e a flecha bateu, e voltou, no próprio arqueiro acertou.

Os planos do homem maligno contra mim, foram fracassados, Deus me guardou; do coração perverso e hostil Deus me protegeu; desta vez, os sórdidos projetos dos invejosos não prevaleceram, Deus chegou primeiro e me revestiu do seu azeite protetor.

As armadilhas que puseram em meu caminho, Deus mandou uma nuvem de fumaça e para cima me arrastou, e aqueles que armaram as emboscadas para mim, presos ficaram nelas.

O Caçador se vitimou, ele atirou em mim, mas Deus colocou o seu dedo no cano da arma, e o tiro saiu pela culatra, despedaçado ficou, quem a arma para mim, apontou.

Covas foram abertas em minha intenção, mas, todas Deus as fechou, Deus me fez invisível aos olhos do mau, e por causa do homem perverso, em seu lugar secreto, Ele me escondeu.

Aqueles que quiseram ver o meu fim, vão se surpreenderem, eu suportei calada o dia mau, sobrevivi a dor da aflição, e Deus me honrou.

Que os meus perseguidores saibam, quão amargo é o fim, que os esperam.

Todos já sabem, mas eu repito e repito, Deus é justo! Vale apenas seguir a Ele com pureza de alma, ainda que acoitado ou massacrado, esperar pela Justiça de Deus e banquetear em mesa farta, na presença dos inimigos.

Treme, terra, na presença do Senhor, na presença do Deus de Jacó. Salmos 114:7

 

Pra. Elza Amorim Carvalho 
Pequenina Serva a Serviço Do Reino de Deus.
E-mail: essenciadedeus2012@gmail.com
Convite Para Ministrar: Elzacarvalho68@gmail.com

 

(Senhor Deus de Justiça e Juízo, desce a tua espada em fogo sobre os que utilizarem desta mensagem em negócios ilícitos. Amém) 

Autor: Pra. Elza Amorim Carvalho
Fonte: O Nortão

Comente com o Facebook