Publicada em 12/08/2017 às 00:37

Alimentos laxativos e constipantes, conheça os alimentos

Alimentos laxativos ou constipantes são aqueles que têm a propriedade de “soltar” ou “prender” o intestino, respectivamente. Isto é, de aumentar ou diminuir a frequência das evacuações.

Resultado de imagem para alimentos laxativos e constipantes

 

O que são alimentos laxativos e constipantes?

 

Alimentos laxativos ou constipantes são aqueles que têm a propriedade de “soltar” ou “prender” o intestino, respectivamente. Isto é, de aumentar ou diminuir a frequência das evacuações.

A constipação intestinal, mais conhecida como prisão de ventre, é caracterizada pelo número de evacuações inferior a três por semana, pela diminuição do número de evacuações considerado usual nos últimos meses ou por dificuldades para evacuar normalmente. Por outro lado, o intestino solto corresponde às diarreias, cuja frequência das evacuações é extremamente variável, indo de umas poucas até várias em cada dia.

Quais são as principais características clínicas do intestino preso ou solto?

Quando o intestino é preso, as fezes se acumulam no reto e se apresentam endurecidas, muitas vezes gerando dificuldades e dores ao evacuar e, eventualmente, ferindo o reto ou o ânus, provocando sangramentos. Isso acontece porque devido a uma maior permanência das fezes no intestino, há uma maior absorção de água.

A constipação intestinal pode ser um sintoma de doença gastrointestinal ou somente consequência de uma alimentação pobre em fibras. Também uma idade mais avançada, o sexo feminino e indivíduos sedentários influenciam favoravelmente na eclosão do problema. Descartada a doença, a solução mais eficaz é a suplementação de fibras naturais através dos alimentos. O uso de medicamentos laxativos deve ser abolido e visto como prejudicial.

A constipação intestinal causa transtornos consideráveis ao organismo: de início, inchaço e dor abdominal e mais tarde, mal humor, irritabilidade, cansaço, pele oleosa, gases e hemorroidas. A mais longo prazo ainda, podem aparecer apendicite, câncer de cólon, obesidade e diabetes.

De uma maneira geral, para evitar a constipação intestinal deve-se dar preferência aos alimentos laxativos e evitar os constipantes, como rotina alimentar. São laxativos, por exemplo: verduras, aveia, abacate, azeitona, ameixa, abóbora, óleos vegetais, abacaxi, cebola, feijões, lentilha, repolho, creme de leite, pepino, tomate, chocolate, iogurte, quiabo, grão de bico, manteiga, sorvete, mamão, laranja, castanhas, manga, limão e pêra.

Nas diarreias, as fezes são de consistência mais mole ou inteiramente liquefeitas e podem ou não exibir mal cheiro, de acordo com a causa da diarreia. Pode haver várias evacuações no mesmo dia.

Nesses casos, deve-se dar preferência aos alimentos constipantes, que prendem o intestino, que são: arroz, chá preto ou mate, batata, chuchu, cará, inhame, ovo cozido, pães, caju, goiaba, maçã, bolachas, cenoura cozida, mandioca, amido de milho, banana, biscoito cream cracker, biscoito de polvilho, cevada, creme de arroz e maisena. Além disso, pães e biscoitos de farinha de trigo integral. Devem ser evitados alimentos crus, doces e gorduras.

Veja ainda:

Publicada em 11/08/2017 as 23:06

Com afeto e paciência, pais acompanham evolução de bebês prematuros utilizando Método Canguru no HB, em Porto Velho

Alex Mota é um dos pais que entram e saem de um dos espaços em funcionamento para a prática do Método Canguru, uma terapia de assistência ao bebê com baixo peso internado em UTI, e também a sua família, com estratégias de intervenção biopsicossocial, e cu

Publicada em 12/08/2017 as 00:05

Infarto mesentérico - como ele é?

O mesentério é uma prega membranosa em forma de leque que liga o intestino à parede abdominal, permitindo sua mobilidade peristáltica fisiológica.

Publicada em 11/08/2017 as 15:30

Transtorno Explosivo Intermitente

São vários os fatores que podem provocar o transtorno, sendo que com o devido tratamento a condição pode ser controlada.

Publicada em 11/08/2017 as 13:16

O que é a síndrome de Beckwith-Wiedmann, quais as caracteristicas e tratamento

É causada por uma anomalia genética rara que altera o padrão de crescimento de determinados órgãos do corpo humano e gera alguns dismorfismos corporais.

 

Autor: abc.med.br
Fonte: abc.med.br

Comente com o Facebook